domingo, 1 de abril de 2012

Reflexão

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

QUE SENTIMENTO É ESSE?



Existe um sentimento muito presente na vida e na mente das pessoas em nossos dias, esse sentimento parte de uma mente cheia de preconceitos, supostas verdades baseadas em contextos isolados da vida e dos costumes das outras pessoas, provocando arrogância e de forma tal, capaz de matar o seu próximo seja emocionalmente ou ate fisicamente.

Esse sentimento está espalhado pelo mundo em que vivemos e praticamente sempre existiu e ele é "o sentimento religioso" e quando digo isso me refiro a religião puramente humana, diferente da conotação que o Apostolo Tiago disse, a verdadeira religião é visitar os órfãos e as viúvas, claro, referindo-se ele a simples pratica do amor (caridade) e da compaixão, sendo esse tipo de aplicação na vida a idéia verdadeira de religião, o que geralmente fica só na teoria.

O que na verdade existe de fé, de verdade, chama-se Jesus, o único que nos faz ser o melhor de nós mesmos, para comprovar isso você precisa conhecê-lo, como de fato ele é, e não como muitas vezes a religião humana o apresenta, com isso pense mais em se afastar da religião e se aproximar de Jesus aquele que contraria todas as idéias e princípios humanos e levanta nosso intimo a se questionar e ate dizer "que palavras são essas que nos faz arder o coração". Pense em Jesus, viva nele e creia que Ele é muito mais do que aquilo que você pode imaginar.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

QUAL É SUA EXPERIÊNCIA?


Esse texto foi escrito por um candidato que foi aprovado em um teste de seleção de uma grande empresa, o texto é muito criativo e tem um bom tom poético:

Já fiz cócegas na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela.
Já conversei com o espelho, já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto.
Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés de fora.
Já passei trote por telefone.
Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.
Já roubei beijo.
Já confundi sentimentos.
Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de esquecer.
Já subi escondido no telhado para tentar pegar estrelas, já subi em árvore para roubar fruta, já caí da escada.
Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa para sempre, e voltei no outro instante.
Já corri para não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente para ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar.
Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade.
Já roubei rosas num enorme jardim.
Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um “para sempre” pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, a vida é mesmo um ir e vir explicação.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pela lente da emoção, guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e me pergunta:
“Qual sua experiência?”
Essa pergunta ecoa no cérebro: “experiência... experiência...”
Será que ser “plantador de sorrisos” é uma boa experiência? Não!!! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:
Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova?

História verídica. Texto de um candidato aprovado em processo seletivo na Volkswagen.

domingo, 13 de novembro de 2011

TEMPO DA VIDA


As pessoas reclamam, se lamentam, nunca estão satisfeitas, sempre insatisfeitas, são assim porque só dão valor a algo quando perdem, ou quando à distância as obrigam a refletir e vêem que o tempo passou, mas dele, pouco aproveitaram.
Não devemos perder nossa vida correndo contra o tempo, temos que nos lembrar que nem tudo é como queremos.
Viva o presente e não deixe o seu coração se tornar um lugar vazio, onde muitos passam, mas poucos sentimentos ficam daqueles que um dia tanto gostamos.
Herlon Henrique M. D. Melo

Poesia de minha autoria, feita a uns 7 anos atrás, uma das poucas que tenho.

NÃO IMPORTA O QUE SE FAZ


Quando Abraham Lincoln tomou posse como presidente dos Estados Unidos, foi um choque para a aristocracia americana. Um proletário assumir a liderança do país? O senador que coordenou seu juramento à pátria fez um comentário irônico:
– Vamos ver se o filho de um sapateiro tem condições de dirigir nosso país.
Ao que Lincoln respondeu:
– Que bom que o senhor se lembrou do meu pai. Eu gostaria de ser um presidente tão bom quanto meu pai foi um sapateiro. Aliás, estou vendo que o senhor está usando um par de sapatos que ele fabricou. Eu aprendi a consertar sapatos com meu pai e, se algum dia, os seus apresentarem algum problema, me procure que eu os consertarei.

"Não importa o que esteja fazendo, sempre tenha orgulho e crie sempre algo especial, porque é nos detalhes que você deixa sua marca."

Editora Legrand, Caixa de Ferramentas.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CRISE ECONÔMICA MUNDIAL.



Atualmente estamos passando por um período muito preocupante na humanidade, pelo menos economicamente, países que já foram grades reinos da história como a Grécia e a Itália, hoje sucumbem a beira do caos. Em contra partida, países se libertam do ditatorialismo de seus governantes. Engraçado é o que acontece nesses países da Europa, onde qualquer anuncio do governo a respeito de aumento de juros, idade de aposentadoria, as pessoas saem as ruas e protestam, gritam e quebram tudo, ate a policia.
Nós brasileiros, não temos a cultura de lutar por nossos direitos, prova disso é a classe política do nosso país, extremamente corrupta. Não que devêssemos quebrar tudo, de igual forma, mas poderíamos protestar muito mais, a respeito de coisas que já não deviam acontecer em nosso país a muito tempo.
Em relação a crise econômica mundial, a um fato bem interessante, fazem mais de 7 anos que eu já havia ouvido falar que o mundo andaria em direção a um governo global e mais interessante ainda é que isso não partiu de um economista ou estudioso cientifico, mas, de estudiosos bíblicos que concordam em longa data sobre o aparecimento de um líder mundial, para o cumprimento de antigas profecias da Bíblia. Os pesquisadores das Escrituras Sagradas estão falando coisas a respeito da sociedade que nem mesmo os economistas falam com tanta precisão.
Falando em cenário político, não podemos deixar o religioso de lado, o papa atual Bento XVI fez uma declaração bem ousada ultimamente, ele fala em espanhol (a língua mais falada no mundo) que precisamos de um líder global para resolver os problemas econômicos. Para linhas de estudo cristãs não católicas, alguma autoridade religiosa, como o papa por exemplo, pode ate mesmo dar suporte a uma figura política global, conhecida principalmente como anticristo, levantando assim dois personagens ao topo do poder mundial, um do cenário religioso(chamado falso profeta), outro do cenário político(anticristo).
O fato que mais chama atenção é ter ouvido a respeito dessas interpretações a vários anos atrás e vendo as coisas do jeito que estão, EUA em crise, Europa em caos, o que estiver para acontecer, deve acontecer em pouco tempo, quem sabe alguns anos, so nos resta aguardar.
Para quem quiser conferir o vídeo do Papa Bento XVI com a declaração na integra a respeito da crise, pode acessar o vídeo no Youtube.
Esse vídeo é da reportagem do Jornal Nacional:


E este outro tem outras informações sobre o assunto e mostra o papa falando sobre a crise econômica:


sábado, 5 de novembro de 2011

A FUTILIDADE NA MÍDIA


Bem, não sei se você já parou para observar a quantidade de informação fútil despejada pela mídia atualmente, novelas que abordam temas polêmicos, mas que na verdade mostram mais coisas desnecessárias do que algo que nos venha fazer refletir na nossa vida. A traição conjugal, liberalismo excessivo, avareza, inversão de valores, são coisas bem comuns vistas em qualquer cena de novela.
Programas como Big Brother, A Fazenda, Pânico, Legendários, entre outros de gênero parecido, fazem apologia total a sensualidade, onde a mulher se torna uma mercadoria, quanto mais a mostra estiver o seu corpo, maior o valor da mercadoria.
É realmente lamentável como a sociedade se acostumou com o inútil e qualquer que tente ser diferente, que procure algo acrescentador para sua vida e de sua família é classificado como alguém que não sabe aproveitar a vida.
A poucos dias eu vi uma matéria a respeito do cérebro humano, especificamente a região da memória, onde mostrava que as pessoas hoje em dia, recebem tanta informação diariamente, através da internet, da televisão, que utilizam mais a memória temporária do seu cérebro do que a região que armazena memória por um tempo mais longo, segundo os pesquisadores, tudo isso por causa dos nossos hábitos.